A casa dos fantasmas: episodio do tempo dos francezes (Google eBook)

Front Cover
Typ. da Gazeta de Portugal, 1865
1 Review
  

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

I
7
II
19
III
29
IV
45
V
61
VI
79
VII
97
VIII
121
XVI
245
XVII
5
XVIII
23
XIX
35
XX
51
XXI
65
XXII
81
XXIII
97

X
147
XI
165
XII
189
XIII
205
XIV
217
XV
231
XXIV
111
XXV
133
XXVI
153
XXVII
169
XXVIII
191
XXIX
207

Common terms and phrases

Popular passages

Page 250 - E considerando mais quanto convem deixar o governo (Testes reinos n'aquella ordem que cumpre ao bem d'elles e de meus povos, como cousa a que tão essencialmente estou obrigado, tendo n'isto todas as considerações que em tal caso me são presentes: sou servido nomear para na minha ausencia governarem e regerem estes meus reinos, o marquez de Abrantes, meu muito amado e prezado primo; Francisco da Cunha de Menezes, tenente general dos meus exercitos...
Page 249 - ... de não ser mais inquietado, e que as mesmas se dirigem a esta capital : E querendo eu evitar as funestas consequências, que se podem seguir de uma def3za, que seria mais nociva que proveitosa, servindo só de derramar sangue em prejuizo da humanidade. e capaz de accender mais...
Page 250 - Abrantes, meu muito amado e prezade primo; Francisco da Cunha de Menezes, Tenente General dos meus exercitos ; o Principal Castro, do meu Conselho e Regedor das Justiças ; Pedro de Mello Breyner, do meu Conselho, que servirá de Presidente do meu Real Erario na falta e impedimento de Luiz de Vasconcellos e Sousa, que se acha impossibilitado com as suas molestias; D.
Page 250 - ... tido das cousas do mesmo Governo; tendo por certo que os meus reinos e povos serão governados e regidos por maneira que a minha consciencia seja desencarregada, e elles Governadores...
Page 267 - O governador de Paris, primeiro ajudante de campo de sua magestade o imperador e rei, general em chefe, decreta : Da data d'este em diante todos os actos publicos, leis, sentenças. etc., etc., de qualquer natureza que sejam, que até agora se faziam e processavam em nome de sua alteza real o principe regente de Portugal, principiarão pela formula seguinte: «Em nome de sua magestade o imperador dos francezes, rei de Italia, protector da confederação do Rheno».
Page 251 - ... vigilancia e actividade na administração da justiça, distribuindo-a imparcialmente, e conservando em rigorosa observancia as leis d'este reino. Guardarão aos nacionaes todos os privilegios, que por mim, e pelos senhores reis meus antecessores se acham concedidos.
Page 249 - ... a que me tenho sujeitado, chegando ao excesso de fechar os portos dos meus reinos aos vassallos do meu antigo e leal alliado o rei...
Page 252 - ... nos achamos unidos no continente. Quando succeda, por qualquer modo, faltar algum dos ditos Governadores, elegerão á pluralidade de votos quem lhe succeda. Confio muito da sua honra e virtude, que os meus povos não soffrerão incommodo...
Page 251 - Os governadores, que Houve por bem nomear pelo Meu Real Decreto da data d'estas, para na Minha Ausencia governarem estes Reinos, deverão prestar o Juramento do estilo nas...
Page 252 - Italia sejão bem aquarteladas e assistidas de tudo que lhes for preciso, em quanto se detiverem n'este Reino, evitando todo e qualquer insulto que se possa perpetrar, e castigando-o rigorosamente, quando aconteça; conservando sempre a boa harmonia, que se deve praticar com os Exercitos das Nações, com as quaes nos achamos unidos no Continente.

Bibliographic information