Entretenimento: uma crítica aberta

Front Cover
Senac, 2003 - Leisure - 212 pages
2 Reviews
Em várias partes do mundo e especialmente nos países desenvolvidos o entretenimento é o setor econômico que mais cresce. E, como o da informática, insere-se em toda a economia de consumo - viagens, supermercados, bancos, livrarias, fast foods, concessionárias de automóveis. A oferta de entretenimento constitui fator decisivo de preferência dos compradores. Este trabalho analisa o fenômeno do entretenimento em suas áreas representativas, privilegiando as de cinema e literatura.
  

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Nota do editor
7
Apresentação Maria Aparecida Baccega
9
Agradecimentos
13
Introdução
15
Os mundos de Lestat e de Debord
19
O que é entretenimento
25
Os pioneiros do moderno entretenimento
37
O entretenimento nas telas
57
E vai rolar a festa
123
Quem banca e organiza a diversão
137
Entretenimento e cidadania
175
O caso do Brasil
183
isso tudo é divertido?
195
Cronologia
199
Glossário
203
Referências bibliográficas
207

Entretenimento temático e seu imaginário
73
A crítica da diversão no século XX
101

Common terms and phrases

References to this book

Bibliographic information