Ángel Rama, Emir Rodríguez Monegal y el Brasil: dos caras de un proyecto latinoamericano

Front Cover
Ediciones de la Banda Oriental, 2006 - Authors, Uruguayan - 467 pages
Formados em um país pequeno embora aberto ao mundo ocidental mais do que à própria comarca, Ángel Rama (1926-1983) e Emir Rodríguez Monegal (1921-1985) intervieram nas revistas culturais do seu país até finais dos anos sessenta. Essa experiência permitiu-lhes entrar em contato com múltiplos problemas, debates e textualidades, que capitalizariam em seus estudos latino-americanos, aos que se dedicam de forma quase exclusiva a partir de sua saída de Montevidéu. Apesar da forte homogeneização latino-americana que se produz naquela década de sessenta, o Brasil foi para a área hispânica um território cultural quase inatingível. Monegal primeiro, Rama depois, e finalmente ambos os dois em um mesmo ponto temporal, entenderam o valor de ler o Brasil. Sem dispensar o contexto, Monegal privilegiou o estético-literário; Rama preferiu ver a brasilidade confrontada à experiência social e cultural da América hispânica. Fortemente antagônicos e em alguma medida complementares, ambos os dois procuraram alianças com intelectuais brasileiros (Rama com Candido; Monegal com Haroldo de Campos, entre outros).Por conseguinte, examinando estes antecedentes e tensões, esta tese intitula-se Ángel Rama, Emir Rodríguez Monegal e o Brasil: Duas caras de um projeto latino-americano. Pois o Brasil não foi apenas um campo de batalha para a integração ao projeto que cada um deles desenvolveu em um grau semelhante de precedência nem um fator diferenciador com relação a o

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Introducción
7
un territorio desconocido?
13
Relatos de formación
85
Copyright

10 other sections not shown

Common terms and phrases

Bibliographic information