Órgão de Luzes: Poesia reunida

Front Cover
Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1990 - 193 pages

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

A MORTE PERCUTIVA
23
Cobalto nos faróis
25
Regressa morte
26
Só a brasa das pernas despe o escuro
27
Caíram folhas brancas nesta casa
28
HEMATOMA
31
Um verso í uma zona proibida
33
Cada dorso abre um dorso sobre a morte
34
Zona seca em clareiras onde incidem
91
Carregado de fogo o corpo instala
93
Se resiste ao ar frio do outono
94
A morte verdadeira também arde
95
Como de noite se desmontam armas
96
De repente o inverno atinge os ossos
97
Não abre a sua palidez ao vento
98
Pode acenderse a noite como ave
99

Já a fadiga nos cerrou já a
35
Esta dor este choro esta exclusão
36
A DOENÇA
39
O PAÍS E O CORPO Com um coração de homem aqui lavra
41
ELEGIA DA ESPERANÇA 1 Disperso disseste disseste não obstante
42
CORPO SOBRE CORPO 1 Dáme a província do corpo
43
Assim se recupera o amor nos olhos
44
Na demasia da intriga
45
O vírus conhecido sim visível
46
Apesar de o tempo corromper a pele
47
Desteme um quarto um outono
48
Depois do verão darmeás talvez
49
A LEITURA 1 Todo o sangue e a
50
A solidão estava
51
Já então me faltava o sentido
53
E quando singular o tempo inscrito
54
No silêncio no abismo das
55
Aliás se minto dirmeás
56
No fogo das estradas é que
57
Viver da dor é espera
58
Quando o tempo cingindo esse
59
Despe a flor de calor da primavera
60
De novo à noite nos encontramos
61
Teus olhos tua dor a fuga da tua carne
63
O silêncio coragem não consente
65
Canção quarta
71
Canção décima
78
Que farei no outono quando ardem
100
Nitidez do outono com os ramos
101
Zona desaguada em céu sem folhas
102
Cada vez mais coberto chão das folhas
103
Com tudo o que estremece destruído
104
TEORIA DA FALA
105
IMAGEM DA LINGUAGEM 1 Entre as folhas cabia
107
São reais mas agora vejo próximo
108
Veio a erva
109
Saímos dos ruídos do inverno
110
A cotovia é
111
O mês de junho altera a qualidade
112
PARÁFRASE Deito um peixe no eixo do meu peito
113
TEMPO ACÚSTICO 1 Cobrem a boca seca as mesmas folhas
114
Possam os derradeiros sons do verso
115
Falámos tantos anos de tão pouco
116
Tinha deixado a torpe arte dos versos
123
Som da linguagem
131
Livro
137
Introdução
145
Uma imagem divina
151
O caos do sonho
157
À luz da lava
163
1974
170
O PIANISTA
171
O TEATRO DAS CIDADES
178
ONDAS DA ÁGUA IMAGINÁRIA
188

Bibliographic information