Almanaque tipográfico brasileiro

Front Cover
Ateliê Editorial, 2008 - Almanacs, Brazilian - 119 pages
0 Reviews
A proposta do 'Almanaque Tipográfico Brasileiro' é juntar a graça de um almanaque, com seu festival de textos curtos e curiosos, ao mundo da tipografia. Este livro reúne artigos, curiosidades, brincadeiras e jogos, abordando diversos aspectos do campo da tipografia. No primeiro texto do livro, Cesar G. Villela lembra alguns dos bons e velhos almanaques, como o do Globo Juvenil, ou o do Biotônico Fontoura entre outros. Mas o livro não fica apenas nas primeiras letras da tipografia, quando tudo ainda estava começando. Ele também aborda diversos estilos tipográficos que encontramos nos grafites da cidade, como aqueles pichados nos altos dos prédios e que poucos conseguem decifrar. Numa página dupla, o Almanaque apresenta alguns grafismos criados pelo grupo de artistas-designers Flesh Beck Crew. Outro artigo que merece destaque é o que trata das 'letras urbanas'. O escritor Fernando Morais reuniu vários palíndromos (frases que podem ser lidas de trás para frente, muitas delas criadas pelo jornalista Cláudio Julio Tognolli). São duas páginas inteiras com esses jogos de palavras como 'A porta rangia à ignara tropa', ou 'Amar a muda de uma rama' e tantos outros.

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

NO TEMPO DOS ALMANAQUES Cesar Villela
10
VARIEDADES Carlos M Horcades
22
ELESBÃO E HAROLDINHO José Bessa e Cláudio Reston
28
Copyright

10 other sections not shown

Common terms and phrases

Bibliographic information