A arte de educar

Front Cover
MG Editores, 2001 - 106 pages
3 Reviews
Flávio Gikovate criou esta obra para educadores comprometidos com a responsabilidade de ajudar crianças e jovens a se tornarem cidadãos felizes e responsáveis. A obra contém orientações a respeito da educação.
 

What people are saying - Write a review

User Review - Flag as inappropriate

Gikovate na página 30 do seu livro admite que as normas existem por dois motivos/origens excludentes entre si: o primeiro, objetivando regulamentar as relações interpessoais segundo um padrão de justiça mais ou menos objetivo, isto é, "não fazemos aos outros aquilo que não reremos que nos façam" (objetivo, humanista, aceito pelo autor), ou o segundo, "as normas existem para que sejamos aceitos pela divindade que nos criou" (subjetivo, teológico, e por não ser fruto de reflexão, experimento, científico, deve ser evitado e preferido ser deixado de lado pelo autor). Isto prova que o autor está desinformado de onde provém ambas as causas/objetivos da origem da normatização nas relações humanas e dos valores, que é a Bíblia.
Ora, uma coisa não exclui a outra, pois a fonte é a mesma. Lendo a Bíblia, vemos Jesus Cristo, em Mateus 22:34-40, ao matar a curiosidade de um magistrado, deu as mesmas razões dadas por Gikovate aos seus leitores, feitas pelo autor de modo excludente para a origem da normatização das relações interpessoais e dos volores.
Se Jesus Cristo fosse um escritor contemporâneo de Gikovate o processaria por plágio. A sorte de Gikovate é que mais de dois mil anos os separam. Com sua mente brilhante, Gikovate seria muito mais brilhante se conhecesse pessoalmente a Jesus, isso enriqueceria muito mais sua mensagen às pessoas e salvaria a sua vida e de seus leitores.
JOSEBIAS (josebiassilva@bol.com.br)
 

Common terms and phrases

Bibliographic information