A força do absurdo: o que faz as pessoas tomarem atitudes irracionais no dia a dia

Front Cover
OBJETIVA, 2009 - 228 pages
0 Reviews
O que faz as pessoas tomarem atitudes irracionais no dia a dia? Que forças psicológicas estão por trás dos comportamentos irracionais? Como essas forças atuam na vida de cada um? Quando se está mais vulnerável a elas? Como afetam a carreira, os relacionamentos pessoais e os negócios? Quando colocam em risco as finanças, e mesmo a vida? E por que as pessoas não percebem quando estão sendo desestabilizadas por essas forças? Em 'A Força do Absurdo', os autores exploram algumas das forças psicológicas que tiram o pensamento racional dos trilhos. Neste livro, os autores trazem uma série de explicações racionais para uma variedade de comportamentos irracionais. O livro acrescenta descobertas sobre a ciência de tomar decisões e revela como podemos evitar ser arrastados pela atração da impulsividade. Para ilustrar as diversas maneiras de como a capacidade lógica pode ser subvertida pela força do absurdo, os autores citam episódios de comportamentos irracionais - Por que a presença de médicos de jalecos brancos no quiosque Nathan's de Nova York alavancou as vendas de cachorro-quente? Como um professor de Harvard convenceu seus alunos a pagar mais de 200 dólares por uma nota de 20 dólares? Por que a entrevista não é uma ferramenta eficaz na escolha de um candidato a emprego? Essa última pergunta é um exemplo para ilustrar a incidência do impulso em todas as decisões cotidianas, das mais simples às mais formais. Para os irmãos Brafman, por exemplo, o grande erro dos empregadores é insistir no processo de entrevista marcado pelo clima de 'primeiro encontro'. Para os autores é preciso nessas ocasiões focalizar em experiências profissionais anteriores e apresentar situações hipotéticas do novo ambiente de trabalho. Em 'A Força do Absurdo', eles oferecem explicações racionais sobre uma variedade de comportamentos irracionais e revelam como é possível evitar ser arrastado pela força do absurdo.

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Bibliographic information