A música popular no romance brasileiro: Século XX (1a parte)

Front Cover
Editora 34, 2000 - Brazilian fiction - 1177 pages
2 Reviews
A entrada do Brasil no século XX - preparada desde o fim do Oitocentos pela abolição da escravidão, o advento da República, pelo início da atividade industrial, da imigração estrangeira e das grandes obras públicas - iria provocar como reflexo mais evidente, na área cultural, a descentralização da vida literária. A projeção dessas mudanças sobre o romance, em particular, foi o aparecimento, ao lado do Rio de Janeiro, de centros de produção local em várias capitais - como Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte e Recife - com aproveitamento de temas que vinham ampliar o campo de ação dos enredos, fazendo surgir os romances de escândalo ou de crônica, da vida de pequenas cidades, ou específicos da vida proletária, pequeno-burguesa ou vagamente 'populares'. Aumentam também as referências à música popular, agora mostrada em seu papel de produto cultural ligado a interesses de fabricantes de novidades destinadas ao lazer de minorias. Este segundo volume inicia-se com Lima Barreto, e seu Triste fim de Policarpo Quaresma (1915), e vai até O Último dos Morungabas de Galeão Coutinho (1944).
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Prefácio
7
A MÚSICA POPULAR NO ROMANCE Crônica das cidades
13
Afonso Schmidt e Galeão Coutinho
371
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

References to this book

All Book Search results »

Bibliographic information