"Brasil, ficção geográfica": ciência e nacionalidade no país d'Os Sertões

Front Cover
Annablume, Jan 1, 2007 - Brazil - 233 pages
0 Reviews
Engajado no esforço de fazer do Brasil uma nação - tal como concebida e consolidada na Europa - são muitos os dilemas e perplexidades manifestados por Euclides da Cunha em Os sertões e traduzidos pela idéia do Brasil como uma nacionalidade cindida em realidades 'opostas e conflituosas', que ele define como uma ficção geográfica. Luciana Murari, fundamentada numa pesquisa bibliográfica primária escolhida, centra-se nos desacertos entre os conceitos apropriados e as teorias cientificistas invocadas, nas afinidades e tensões entre o pensamento de Euclides e de seus contemporâneos sobre nacionalidade, para mostrar as circunstâncias que acompanhavam as interpretações sobre o país, reflexões que terminaram construindo parte do objeto que pretendiam interpretar.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Prefácio
19
Um duplo estatuto
39
Itinerários de viagem
52
a filosofia da história de Buckle
65
A tropicalização das consciências
81
A alma dos povos
105
O cerne vigoroso da nossa nacionalidade
122
Pró e contra
145
Loucura e crime
164
Personificações da violência
181
Civilização
203
Epílogo
217
Copyright

Common terms and phrases

Bibliographic information