Cidade errante: arquitetura em movimento

Front Cover
Editora SENAC São Paulo, 2009 - Architecture - 248 pages
0 Reviews
As habitações japonesas clássicas eram espaços vazios que se alteravam conforme conveniência. Ao amanhecer, cama, travesseiros e lençóis eram recolhidos e cediam lugar à mobília diurna. O século XXI elevou tal conceito ao plano dos edifícios e das cidades. É sabido que cidades e homens mantêm curiosa relação de simbiose - Embora fruto da imaginação humana, com o passar do tempo as cidades assumem contornos próprios, moldando os hábitos de seus habitantes. Numa arquitetura desenraizada, em que conceitos como tempo e espaço se transformam em éter, como reagirão seus moradores?

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Bibliographic information