Clandestino: Memórias Políticas

Front Cover
MEMÓRIAS DE LUTA DE EDGARD DE ALMEIDA MARTINS. O CAMARADA "MATIAS" DA PARTICIPAÇÃO NO CONGRESSO DE LAVRADORES DA ALTA PAULISTA, EM 1949, REPRIMIDO POR AGENTES DO DOPS, QUE DESLOCARAM-SE ATÉ A REGIÃO PARA PERSEGUIR, PRENDER E TORTURAR SEUS DIRIGENTES SEGUIDA DE IMPLACÁVEL PERSEGUIÇÃO POR TODO INTERIOR DE SP. A REAÇÃO DOS TRABALHADORES DEU-SE NA MOBILIZAÇÃO CONHECIDA COMO "O LEVANTE DE TUPÃ" . PARTICIPANDO DA ORGANIZAÇÃO DESSES MOVIMENTOS DOS TRABALHADORES, PROVOCANDO A INÉRCIA E A ESTAGNAÇÃO DA CLASSE E O CONTRA ATAQUE DOS LATIFUNDIÁRIOS, OS MESMOS QUE DEPOIS ALIARAM-SE A MULTINACIONAIS FINANCIANDO A DURA REPRESSÃO DA DITADURA IMPOSTA PELO GOLPE DE 1964. DESAFIOU O FECHAMENTO DO REGIME AO LIDERAR O TERCEIRO E ÚLTIMO GRUPO QUE FOI À CHINA, EM 1966. NO RETORNO, PARTICIPOU DA LUTA PELA IMPLANTAÇÃO DA COLUNA GUERRILHEIRA NO MT. AO MESMO TEMPO, FOI ACUSADO PELA IMPRENSA DE COMANDAR O ASSALTO DO TREM PAGADOR DA SANTOS-JUNDIAÍ, AÇÃO QUE ANTECEDEU O AI-5, EM 1968. ASSUMIU A DIREÇÃO DA LUTA CLANDESTINA, QUANDO VIERAM AS QUEDAS. RESISTIU A PRISÃO E TORTURA. SOBREVIVEU. CONFRONTOU A DIREITA E A BUROCRACIA DA ESQUERDA. PERSEGUIDO, DESPISTAVA A REPRESSÃO. CONTENTAVA-SE EM FAZER SUA HISTÓRIA JUNTO A SUA CLASSE. E ASSIM FEZ. OS INIMIGOS NÃO LHE DERAM TRÉGUA. AFINAL, ELES SEMPRE ESTÃO NO PODER.

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Bibliographic information