Cultura da Conexão: Criando valor e significado por meio da mídia propagável

Capa
Aleph, 16 de set. de 2015 - 408 páginas
"A MELHOR ANÁLISE FEITA SOBRE A ESTRUTURA RADICALMENTE NOVA DAS REDES SOCIAIS." - MANUEL CASTELLS Aquilo que não se propaga, morre. Essa máxima simples, mas definitiva, norteia a análise de três renomados pensadores da mídia atual sobre o futuro da circulação de conteúdo nos meios de comunicação social e digital. Hoje, as pessoas não se limitam ao papel de consumidoras. Elas querem ser ouvidas, debater, espalhar seus interesses e críticas pelos diferentes canais de mídia. E entre as muitas possibilidades dessa cultura participativa, há pelo menos uma grande certeza: levará vantagem quem melhor interpretar os desejos de um público ávido por se engajar e opinar
 

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
Seção 2
Seção 3
Seção 4
Seção 5
Seção 6
Seção 7
Seção 8
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 19
Seção 20
Seção 21
Seção 22
Seção 23

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 12
Seção 13
Seção 14
Seção 15
Seção 24
Seção 25
Seção 26
Seção 27
Seção 28
Seção 29

Sobre o autor (2015)

Henry Jenkins é um norte-americano estudioso dos meios de comunicação. Ele é considerado "um dos pesquisadores da mídia mais influentes da atualidade. Durante os anos de 1993 e 2009 ele esteve a frente do programa de Estudos de Mídia Comparada do Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Ele é autor/editor de doze obras, como "Textual Poachers: Television Fans and Participatory Culture" (1992), "Convergence Culture: Where Old and New Media Collide" de 2006 (Lançado na língua portuguesa em 2008, sob o título "Cultura da convergência", pela editora Aleph) e "Fans, Bloggers and Gamers: Exploring Participatory Culture" (2006). Joshua Green (nascido em 1972) é um americano jornalista que escreve principalmente sobre a política dos Estados Unidos . Atualmente, ele é o correspondente nacional sênior da Bloomberg Businessweek . Ele é um colunista semanal para The Boston Globe e seu trabalho também apareceu em The Atlantic . Colin Ford (Nashville, 12 de setembro de 1996) é um ator, dublador e modelo americano. Ele é mais conhecido por Sam Winchester (jovem) na série Sobrenatural e Dylan Mee no filme Compramos um Zoológico. Estrelou na CBS, como Joe McAlister na série Under the Dome, em 2013 a 2015, quando a série encerrou.

Informações bibliográficas