De quem é a vida, afinal?: --descortinando os cenários da morte no hospital

Front Cover
Edicoes Loyola, 2004 - 245 pages
Neste livro a autora procura descortinar angústias, dúvidas, anseios e condutas dos diversos personagens que compõem o cenário hospitalar, quando do anúncio da morte. Como estes personagens, de um palco no qual a morte é presença constante, se relacionam? Como é a comunicação desses personagens? A morte pode ser nomeada? O que significa 'fazer tudo pelo paciente?' Que lugar esses personagens ocupam no ato final de um deles? Todas estas questões, para as quais a autora abre caminhos, levam à discussão maior sobre decisões no final da vida - a autora resgata a importância dos cuidados paliativos, da bioética, da dignidade no processo de morte, do luto antecipatório, enfim, da morte como parte natural e esperada da vida.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Método ou sobre como os dados foram colhidos
89
CAPÍTULO 8
105
CAPÍTULO 9
139
CAPÍTULO 10
209
Copyright

Common terms and phrases

Bibliographic information