Editoras universitárias no Brasil: uma crítica para a reformulação da prática

Front Cover
EdUSP, 2001 - Scholarly publishing - 416 pages
0 Reviews
Uma análise da atividade das editoras universitárias acadêmicas, apoiada na noção de campo de produção cultural de Bourdieu, mostrando as características que as distinguem como geradoras de um tipo específico de valor cultural. Leilah Bufrem estuda o contexto em que surgiram e se es eleceram as editoras universitárias, que hoje ocupam um lugar significativo no setor editorial brasileiro. Entre as tendências observáveis na atuação dessas editoras, destacam-se a construção de padrões próprios de produção e a busca de reconhecimento de seu papel cultural. As relações entre as editoras – em sua maioria de caráter público – e as instituições de ensino a que estão ligadas também são tratadas aqui. Este é o ponto de partida para a apresentação de propostas para uma política editorial universitária atualizada.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

APRESENTAÇÃO
2
A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA SOB UMA CONCEPÇÃO CRÍTICA 33
17
SURGIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS EDITORAS
17
DELIMITAÇÕES DE UM CAMPO DE PRODUÇÃO 117
122
SITUAÇÃO DAS EDITORAS UNIVERSITÁRIAS BRASILEIRAS
163
AS ENTREVISTAS
265
Os entrevistados e as entrevistas
286
ELEMENTOS PARA UMA PROPOSTA
345
Por uma política editorial universitária brasileira
365
19891999
377
Linhas editoriais
384
Divulgação e circulação dos títulos
390
Considerações finais
397
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information