Hiroshima

Front Cover
Companhia das Letras, 2002 - 172 pages
2 Reviews
A bomba atômica matou 100 mil pessoas na cidade japonesa de Hiroshima, em agosto de 1945. NAquele dia, depois de um clarão silencioso, uma torre de poeira e fragmentos de fissão se ergueu no céu de Hiroshima, deixando cair gotas imensas - do tamanho de bolas de gude - da pavorosa mistura. Um ano depois, a reportagem de John Hersey reconstituía o dia da explosão a partir do depoimento de seis sobreviventes. O Texto tomava a edição inteira da revista The New Yorker, uma das mais importantes publicações semanais dos Estados Unidos. O Trabalho do repórter alcançou uma repercussão extraordinária. Sua investigação aliava o rigor da informação jornalística à qualidade de um texto literário. NAscia ali um gênero de jornalismo que estabelecia novos parâmetros para a maneira de relatar os fatos. A Narrativa de Hersey dava rosto à catástrofe da bomba: o horror tinha nome, idade e sexo. AO optar por um texto simples, sem enfatizar emoções, o autor deixou fluir o relato oral de quem realmente viveu a história. Quarenta anos mais tarde, Hersey voltou a Hiroshima e escreveu o último capítulo da história dos hibakushas - as pessoas atingidas pelos efeitos da bomba. HIroshima permitiu que o mundo avaliasse o inacreditável poder destrutivo das armas nucleares e a terrível implicação do seu uso.

What people are saying - Write a review

User Review - Flag as inappropriate

impressionante este livro, triste dia para aqueles que viveram aquelas horas. Bom livro.

Bibliographic information