Marilyn e JFK

Front Cover
Objetiva, 2009 - 214 pages
São os tempos da Guerra Fria, com J. Edgar Hoover chefiando o FBI e Frank Sinatra cantando Come Fly with Me. Marilyn Monroe é o maior símbolo sexual dos Estados Unidos e o senador John F. Kennedy se prepara para chegar à presidência. Lindos e carismáticos, os dois tentam manter em segredo um relacionamento amoroso de dez anos, mas não escapam aos microfones da Máfia, do FBI e da inimiga KGB. Em meio ao voyeurismo do Estado, a chantagens, manipulações, eleições compradas e dinheiro ilícito, uma Marilyn Monroe à beira da loucura encontra um JFK às portas do escândalo. Há biografias de Marilyn Monroe e biografias de John Fitzgerald Kennedy. Mas este é o primeiro relato completo da história dos dois juntos - narrado como se fosse um roteiro de filme noir, rico em detalhes, emoção e humor negro. Nenhuma passagem da trágica história do casal é suavizada nesta narrativa, baseada sobretudo em entrevistas com as principais figuras envolvidas na história do casal, como Billy Wilder, um dos maiores cineastas de Hollywood, que dirigiu Marilyn em dois filmes da época: Quanto mais quente melhor e o Pecado mora ao lado. Marilyn e JFK revela a paixão da musa e faz questão de desmistificar a aura de bom moço do presidente americano. Por trás da loira fatal, uma pobre moça ninfomaníaca, viciada em drogas, que administra suas relações íntimas com cuidado e sinceridade. Sob a máscara do jovem presidente bronzeado e popular, a obsessão pelo sexo, a avareza, o egocentrismo e a vaidade. Para François Forestier, seu livro difere das diversas biografias existentes sobre Marilyn e JFK, na medida em que procura ir além dos perfis clássicos da atriz, descrita ora como uma heroína feminista, ora como uma pobre jovem manipulada; ou de JFK, simplificado como aventureiro trivial e político medíocre.

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Bibliographic information