Memórias de um sobrevivente

Front Cover
Companhia das Letras, 2001 - Crime - 478 pages
Luiz Alberto Mendes se tornou criminoso nas ruas de São Paulo. EScreveu estas memórias na prisão, onde cumpre pena por homicídio e outros crimes. COm emoção e talento, ele oferece o testemunho de seu percurso e procura compreender a violência, o encarceramento e a dor.ATé os seis anos, Luiz Alberto era um santo para a mãe e um débil mental para o pai. AO entrar na escola, virou um capeta. APanhava em casa, tinha medo do pai e um amor desmedido pela mãe. FUgiu pela primeira vez aos doze anos. COnheceu o sexo, as drogas e o rock'n'roll, começou a furtar dos pais, tornou-se punguista e ladrão, esteve nas Febens da época, passou a assaltar e matou um homem, tudo isso antes dos dezenove anos. FOi brutalizado e torturado sistematicamente. O Escritor, no entanto, foge das explicações óbvias e da vitimização: nem as dificuldades materiais nem a brutalidade do pai servem de justificativa. MEndes afirma que um certo glamour e um certo gosto de liberdade o seduziram para o crime. NÃo escreveu um livro de denúncia, nem exatamente uma autobiografia. NO esforço de compreender os caminhos de sua vida, transforma a matéria bruta da memória e cria uma narrativa que vale cada minuto da atenção dos leitores.

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Section 1
9
Section 2
13
Section 3
19
Copyright

22 other sections not shown

Common terms and phrases

Bibliographic information