Na captura da voz: as edições da narrativa oral no Brasil

Front Cover
Faculdade de Letras, 2004 - Folklore - 302 pages
0 Reviews
No século XIX, um Brasil que há menos de 300 anos vivia na oralidade primária vai adentrando o universo da letra, o mundo do impresso, da typographia, grafos, gramma, littera. Os homens das letras, os letrados, os bacharéis se formam nas universidades européias, em Coimbra, Lisboa, Paris. Historiadores, críticos literários, folcloristas; eles desejavam gravar a voz em letras de fôrma, grafar com o peso do ferro a tinta na superfície clara do papel, mais tarde moldar o chumbo quente que escorre derretido pelas canaletas da linotype como as palavras pela garganta, tudo há de ser littera. Um Brasil que há apenas meio século começava a dispor de seus próprios meios de reprodução da palavra, as máquinas de impressão, a autorização. Esses brasileiros querem uma litteratura, suas palavras sobre o papel, impressas, suas impressões (digitais).

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information