Nada Está Escrito

Front Cover
Leya, Apr 19, 2012 - Poetry
0 Reviews
Autor de "uma poesia que nasce da revolta (mas sempre sentida com pulsação musical), que enfrenta a crueldade, a desumanidade, a morte; uma poesia que não esconde o sofrimento e a dor da existência humana, mas que nunca aceita a resignação ou o pessimismo. Uma poesia que, pela riqueza do seu conteúdo de vivência dos últimos cinquenta anos da nossa História, não pode deixar indiferente nenhum cidadão deste país. Uma poesia também de deslumbramento perante a vida, perante a beleza das coisas grandes e das coisas simples da vida, perante a natureza, perante o lugar do homem na natureza e no universo. Uma poesia com forte pendor ético. Ler um livro de poemas de Manuel Alegre é chegarmos ao fim com sensação de que a leitura fez de nós seres humanos melhores." (Frederico Lourenço)
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Poema quase metafísico
22
Momento
35
A noite mais que noite
41
A última estação
55
Praça do Império
68
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information