Neurociência para Educador

Front Cover
Editora Baraúna - 252 pages
1 Review
Considerando que uma nova visão de educação está a se delinear com auxílio da multidisciplinaridade das neurociências, o autor defende que conceitos como neurônios, sinapses, sistemas emocionais, mecanismos mnemônicos, memória, neurônios-espelhos, plasticidade cerebral e mapas corticais deverão ser discutidos em sala de aula, no cotidiano do educador. A aprendizagem e a educação estão intimamente ligadas ao desenvolvimento do cérebro, que é moldável aos estímulos do ambiente. É necessário, portanto, que os profissionais de Educação iniciem sua alfabetização neurocientífica.
 

What people are saying - Write a review

User Review - Flag as inappropriate

A escola lida diariamente com cérebros em pleno funcionamento e diariamente compete com um mundo informatizado que desafia o modo de transmitir informações docente.
O foco até então seria o processo
de aprendizagem do aluno, mas com a nova concepção de aprendizagem o professor sai do foco, antes indutivo como “transmissor de conhecimento” para o “mediador ou indutor da construção do conhecimento”.
Os diálogos interdisciplinares envolvem disciplinas que investigam as maneiras pelas quais pensamos, sentimos e agimos para melhor compreensão do nosso mundo interior, assim a neurociência vem unir diferentes disciplinas. Idem Könneker (2004).
A educação necessita de bases neurobiológicas para melhor compreender o processo de ensino-aprendizagem, bem como o controle do ambiente saudável de inteligência interpessoal emocional dos educadores em contato com seus alunos e ambientes de aprendizagem. (Terezinha)
 

Contents

CAPITULO 3
99
O córtex cerebral _ Uma arquitetura neural
120
Os neurônios _ chave de toda a complexidade
141
Copyright

Common terms and phrases

Bibliographic information