O Essencial Sobre O tema da Índia no teatro português

Front Cover
A Índia está no centro da obra referencial da cultura portuguesa, Os Lusíadas, pois não há comparação possível, naquela síntese ímpar de poema, História e conciliação da cultura nacional com a globalização, e da época com a contemporaneidade. Na Índia estreou Camões o seu auto «Filodemo». A Índia percorre a História e a Literatura, marca a mentalidade como centro de cultura «alternativa» ao espírito europeu, origem de um estilo, referência mitológica, nascente de heróis... E no entanto, o tema não é tão recorrente, no teatro português, como outras abordagens temáticas da História, da colonização e da Expansão. África, bem ou mal, surge na dramaturgia com outro fôlego, e isto, tanto na perspectiva histórica como numa mais justificável perspectiva política e esta, tanto nos autores portugueses como nos autores africanos de expressão portuguesa. Dominados e fascinados pelo esplendor de Os Lusíadas, temos, por vezes, tendência para esquecer a importância e a constância do tema da Índia no teatro português, desde logo a partir de Gil Vicente, envolvendo os clássicos e o próprio Camões-dramaturgo e percorrendo as diversas épocas e estéticas do nosso teatro, de Garrett aos românticos e desde as correntes realistas-naturalistas aos diversos modernismos, até ao teatro épico e às correntes que hoje vivemos. E, simultaneamente, olhamos para algum teatro escrito e produzido em Goa, também de tema e de cultura local.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Section 1
Section 2
Section 3
Section 4
Section 5
Section 6
Section 7
Section 8
Section 9
Section 10
Section 11
Section 12
Section 13
Copyright

Common terms and phrases

Bibliographic information