O cheiro de coisa viva: entrevistas, reflexões dispersas e um romance inédito, O estadista

Front Cover
Graphia, Jan 1, 1995 - Authors, Brazilian - 268 pages
0 Reviews
Através de um conjunto de textos reflexivos e autobiográficos, 'O Cheiro de Coisa Viva' reconstitui a trajetória de Dyonelio Machado, que purgou dois anos de prisão por suas convicções marxistas, entre 1935 e 1937, e depois de revolucionar a ficção brasileira na década de 30 com o romance urbano 'Os Ratos', chegou a passar , em plena maturidade, vinte anos sem publicar nem ver reedições do que escreveu. O volume traz ainda o romance inédito 'O Estadista', escrito em 1926 e descoberto postumamente, que comprova, já no próprio enredo, a contemporaneidade de Dyonelio, um ficcionista dedicado a filtrar o drama no que há de mais trivial - o romance narra a história de um ativista num cenário de corrupção política.

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Aos Repórteres
6
Sobre a atividade jornalística
13
Sobre a função da literatura e a vocação de escritor
19
Copyright

64 other sections not shown

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information