O forte: Uma aventura na Guerra da Independência Americana

Front Cover
Editora Record, Jan 31, 2012 - Fiction - 351 pages
0 Reviews
O ano é 1779, três após a declaração de independência da antiga colônia, e a tensão com a Coroa atinge um nível insustentável. Preocupados com a ausência de tropas britânicas entre o Canadá e Nova York, exceto por uma pequena guarnição em Newport, os ingleses decidem estabelecer um posto avançado em Castile, então costa do Maine. Setecentos soldados de infantaria, cinqüenta de artilharia e três pequenos navios, são mandados para o local. Sob comando do experiente general escocês Francis McLean — um delicioso personagem perdido no intrincado labirinto dos registros históricos, agora resgatado com maestria por Bernard Cornwell —, o exército começa a construir rapidamente um forte rudimentar para servir como centro de suas defesas. Enquanto isso, os americanos organizam a maior frota já reunida pelos rebeldes durante o confronto, com mais de 40 barcos, sob o comando do arrogante capitão Saltonstall. Suas ordens: capturar, matar e destruir o inimigo. Quem vencerá?
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Contents

Section 1
Section 2
Section 3
Section 4
Section 5
Section 6
Section 7
Section 8
Section 17
Section 18
Section 19
Section 20
Section 21
Section 22
Section 23
Section 24

Section 9
Section 10
Section 11
Section 12
Section 13
Section 14
Section 15
Section 16
Section 25
Section 26
Section 27
Section 28
Section 29
Section 30
Section 31
Copyright

Common terms and phrases

About the author (2012)

Bernard Cornwell, consagrado autor britânico, já teve suas obras traduzidas para mais de 16 idiomas. Seus romances alcançaram rapidamente o topo das listas de mais vendidos em vários países, e milhões de exemplares foram comercializados em todo o mundo. Cornwell nasceu em Londres e foi criado em Essex, por pais adotivos. Trabalhou por dez anos na BBC de Londres antes de se tornar escritor. Em 1979 mudou-se para os Estados Unidos, onde vive até hoje. Não perdeu, porém, o fino humor britânico e a paixão por conflitos militares famosos, que se reflete em sua enorme coleção de mapas antigos.

Bibliographic information