O monge de Cistér: ou, A épocha de D. João I.

Front Cover
Na Impr. Nacional, 1859
0 Reviews
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Common terms and phrases

Popular passages

Page ix - Com a rapidez da cholera ou da peste corre por todos os angulos de Portugal, e encasa-se em todos os povoados uma cousa hedionda e torpe, que, inimiga do passado e do futuro, se chama illustração; que tendo por logica o escarneo e por syllogismo o camartello, se chama philosophia.
Page 20 - Rebentaram-me então dos olhos as lagrymas: as minhas mãos apertaram com anciã as mãos do abbade, eo pulso bateu-me com vigor febril. Senti que estava em um leito, em um aposento, ante a luz de Deus, entre os homens, na vida. Disse algumas palavras ao abbade.
Page 244 - Que é isto? Sangue aqui! — exclamou o abbade de Alcobaça com voz de trovão , e avançando tambem alguns passos. — Se ...» Não pode continuar. Fora interrompido por uma risada descomposta, que partira dos pulmões bovinos de D. Henrique Manuel. Fernando Affonso parára. O prelado parou tambem. O despeito, quando facilmente podemos esmagar quem o causa, tende a manifestar-se antes pelo insulto que pela violencia.
Page x - ... vae livelando o que foi pelo que é, a gloria pela infamia, a fraternidade do amor da patria pela fraternidade dos bandos civis, as memorias da historia gigante do velho Portugal pelo areal plano e pallido da nossa historia presente, a obra artistica pelos algarismos do orçamento, o templo de Christo pela espelunca do rebatador.
Page xi - ... de uma cruz. É por isso, é porque vejo o marco assentado no fim do caminho por onde esta geração se escoa que muitas vezes passo horas largas diante de um portal de capelinha carcomida como velha enrugada; diante de uma ombreira partida, onde apenas se divisam cansados e gastos lavores da arte da Idade Média.
Page 144 - Mais forte que o amor, que a ambição, que tudo, é a sede de justa vingança: neste sentimento, que não em outro qualquer, reconheço eu a origem divina do homem.
Page 82 - Enquanto esta cena se passava por um cabo da aldeia, saía pelo outro o préstito da maia. A filha de Muça, que fazia o principal papel, vinha cavalgando uma formosa hacaneia levada de rédea por dois rapazes coroados de boninas e rodeada de mancebos e donzelas, do mesmo modo enramados de flores e cantando certas cantigas ao som de adufes e pandeiros, com uma toada mui de folgar.

Bibliographic information