Obra poética

Front Cover
Campo das Letras, 2001 - Poetry - 361 pages
0 Reviews
Segundo Luís Adriano Carlos, no Centenário do Nascimento de Saúl Dias, também conhecido por Julio. "O Universo dos motivos plásticos de Julio descobre a sua antimatéria na plasticidade fluida dos versos breves e concisos de Saúl Dias,e ganha em essencialidade temporal o que perde em presencialidade directa. Raramente a linguagem das cores alcançou, como neste autor, uma tão forte capacidade verbal de evocação das aparências fugitivas e uma tão profunda significação emocional. Ao invadir a palavra pela mão do poeta, a cor provoca um efeito muito semelhante ao pretendido por Matisse; traduz a essência de cada coisa e responde à intensidade do choque emotivo. Se a obra de Julio exibe esse esplendor vibratório das cores que cantam, mergulhada na onda modernista da revolução cromática e da palpitação óptica das formas, Saúl Dias tem a arte incomparável de transpor para a linguagem verbal a mesma vibração e o mesmo canto.

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

PINTURA E POESIA NA MESMA PESSOA POR LUÍS ADRIANO CARLOS
9
NOTA DE EDIÇÃO
23
Sintome bem sob estas árvores velhas
38
Dispamlhe a carne
51
Doido
65
Copyright

Bibliographic information