Obras de Eça de Queiroz, Volume 23, Part 3

Front Cover
Edição Livros do Brasil, 1867
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Common terms and phrases

Popular passages

Page 267 - amontoa, retorce, embaralha¡ e faz um pastel confuso — que nem o Diabo Ihe pega, ele que pegai em tudo! Voce, em; todo o caso, é infinitamente menos rico em termos do que esses seus tres ilustres colegas. No
Page 274 - os últimos resultados das experiencias recentes. Quando publiquei pela primeira vez O Crime do Padre Amaro, eu tinha um conhecimento incompleto da. provincia portuguesa, da vida devota, dos motivos e dos modos eclesiásticos. Depois, por urna
Page 267 - riqueza, e que, com um léxico mads vasto que o de Ramalho e de Oliveira Martins, nao alcançou jamáis, como eles, o vigor, o relevo, a cor, a intensidade, a. imagem, a vida, mesmo naqueles
Page 274 - tinha um conhecimento incompleto da. provincia portuguesa, da vida devota, dos motivos e dos modos eclesiásticos. Depois, por urna frequência demorada e metódica, tendo talvez observado
Page 267 - cujo verbo é prodigioso, acumulando tudo o que o genio nacional inventou para se exprimir! E por isso é tanto mais doloroso ver que ele nao sabia usar essa
Page 320 - verdadeiros ou falsos, do conde de Eu. O imperador, por outro lado, nao era genuinamente popular. Os políticos mais cultos reconheciam os seus services ao Imperio: mas o seu feitio excessive, de socio correspondente do Instituto de Franca,
Page 236 - se é certo que é por ele morto que o mar gerne e as florestas gemem; se é certo que ele se deitou na serenidade eterna, deixando o homem por herdeiro; se é certo que ele morreu,
Page 130 - passam toda a sorte de vendedores envergonhados e avaros, apregoando um a consciência, outro a independência, outro vendendo a justiça, outro vendendo a lei, outro vendendo a imprensa, outro vendendo o voto, e todos, com inoculada corrupção, vendendo a alma do povo! Nós dissemos que os especuladores políticos conservam o povo na ignorância.; ea Folha do Sul

Bibliographic information