Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 4

Voorkant
Officina de P. Didot Senior, 1815
0 Recensies
Reviews worden niet geverifieerd, maar Google checkt wel op nepcontent en verwijdert zulke content als die wordt gevonden.
 

Wat mensen zeggen - Een review schrijven

We hebben geen reviews gevonden op de gebruikelijke plaatsen.

Geselecteerde pagina's

Overige edities - Alles bekijken

Populaire passages

Pagina 186 - Terra bem-aventurada, se, por algum movimento, d'alma me fores mudada, minha pena seja dada a perpétuo esquecimento. A pena deste desterro, que eu mais desejo esculpida em pedra, ou em duro ferro, essa nunca seja ouvida, em castigo de meu erro. E se eu cantar quiser, em Babilónia sujeito, Hierusalém, sem te ver, a voz, quando a mover, se me congele no peito.
Pagina 181 - E confusão de Babel. Como homem, que por exemplo Dos trances em que se achou, Despois que a guerra deixou, Pelas paredes do templo Suas armas pendurou: Assi, despois qu' assentei Que tudo o tempo gastava, Da tristeza que tomei, Nos salgueiros pendurei Os orgãos com que cantava.
Pagina 180 - E vi que todos os danos se causavam das mudanças e as mudanças dos anos; onde vi quantos enganos faz o tempo às esperanças.
Pagina 185 - Que, quando a muita graveza de saudade quebrante esta vital fortaleza, antes moura de tristeza que, por abrandá-la, cante. Que se o fino pensamento só na tristeza consiste, não tenho medo ao tormento: que morrer de puro triste, que maior contentamento...
Pagina 306 - Posto o pensamento nele, porque a tudo o Amor a obriga, cantava, mas a cantiga eram suspiros por ele. Nisto estava Leanor o seu desejo enganando, às amigas perguntando: vistes lá o meu amor!
Pagina 184 - Porque o deixava de usar, ^ Pois sempre ajuda a passar Qualquer trabalho passado ? Canta o caminhante ledo No caminho trabalhoso Por entre o espesso arvoredo ; E de noite o temeroso Cantando refreia o medo. Canta o preso docemente, Os duros grilhões tocando ; Canta o segador contente ; E o trabalhador, cantando, O trabalho menos sente. Eu que estas cousas senti N'alma de magoas tão cheia, Como dirá, respondi, Quem alheio está de si Doce canto em terra alheia...
Pagina 293 - Madre, si me fuere, doquiera que vó, no lo quiero yo, que el Amor lo quiere. Aquel niño fiero hace que me muera por un marinero a ser marinera. El que todo puede, madre, no podrá, pues el alma va, que el cuerpo se quede. Con el por quien muero voy, porque no muera; que si es marinero, seré marinera.
Pagina 191 - ... achará alegria em tudo perfeita e cheia, de tão suave harmonia que nem, por pouca, recreia, nem, por sobeja, enfastia.
Pagina 192 - ... tu, divino aposento, minha pátria singular! Se só com te imaginar tanto sobe o entendimento, que fará se em ti se achar? Ditoso quem se partir para ti, terra excelente, tão justo e tão penitente que, despois de a ti subir, lá descanse eternamente.
Pagina 190 - ... a ajuda celeste contra ti prevalecer, e te vier a fazer o mal que lhe tu fizeste; Quem com disciplina crua se fere mais que...

Bibliografische gegevens