Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa

Front Cover
Paz e Terra, 2009 - 148 pages
2 Reviews
'Pedagogia da Autonomia', de Paulo Freire, é o livro que sintetiza a sua pedagogia do oprimido e o engrandece como gente.

What people are saying - Write a review

User Review - Flag as inappropriate

JULIO CESAR ROITBERGPEDAGOGIA DA AUTONOMIA: SABERES NECESSÁRIOS À PRÁTICA EDUCATIVA. Paulo Freire
Resenha apresentada na disciplina Políticas de Formação, Identidade e Trabalho Docente, no 2º sem. 2009 - PPGEduc (UFRRJ/IM), na condição de aluno em regime especial,como avaliação final de disciplina.
Profª Drª Lílian Maria P. de S. Ramos
Nova Iguaçu – RJ
Dez - 2009
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 33ª ed., São Paulo, Paz & Terra, 2006.
1. Apresentação
Não só em Pedagogia da autonomia, como, também, em grande parte da obra deste educador, reconhecido internacionalmente, o autor demonstra viço e força suficiente para propor, através da práxis, ações que devolvam ao ser humano sua dignidade e esperança, principalmente, em descrer da imobilidade hegemônica - assim como não aceitá-la como natural -, que cisma em fomentar a deterioração do planeta em prol da ganância da acumulação capitalista.
Com extrema originalidade, Paulo Freire efetiva uma obra à feição de um curso para formação de educadores, não só orientando seu diálogo aos trabalhadores na educação formal como àqueles que se esmeram nos espaços não formais.
Os três capítulos em que o livro se organiza (Não há docência sem discência – Ensinar não é transferir conhecimentos – Ensinar é uma especificidade humana) são subdivididos em artigos, apresentando um rol de características de um educador comprometido com a ética, com a verdade, com os conteúdos, com o respeito, com a humildade e, acima de tudo, com a liberdade ao processo de completude do ser em uma atitude gnosiológica e dialética.
Educação, neste sentido, é uma atitude fundante em que, não mais focada no aluno, no professor ou nos conteúdos, tem, em seu instável movimento de desconstrução, construção e reconstrução das realidades que se desvelam, verticalizado através do diálogo, o apoio na curiosidade do aluno, estimulada pelo educador, que se forja no exercício do magistério.
O professor, aqui, que não se entenda aluno, professor e pesquisador, durante toda a sua vida de profissional comprometido, para Paulo Freire, “não é nada”.
Este “nada” freireano amplia-se para a vida em geral que exige, cada vez mais dos educadores, comprometimento político, na medida em que educação é uma atitude política, porque histórica, condicionada e condicionante da existência da humanidade: sem educação não sobreviveríamos. É ela que nos difere dos demais seres, na medida em que podemos, não só criar uma sociedade, como, também, transformar nossas relações entre nós mesmos nesta sociedade criada por nós e o espaço de nossa convivência, assim como todo o planeta.
1.1. Primeiras palavras
Na apresentação escrita por Paulo Freire, para a primeira edição de Pedagogia da Autonomia, em 1996, ele já assume a necessidade de o professor, na educação progressiva, estar comprometido com a sua constante reflexão “em favor da autonomia do ser” (p. 13), lembrando que a esta temática central serão incorporadas outras já estudadas em obras anteriores, revigorada pelo passar do tempo e acréscimo de experiências.
A eterna inconclusão do ser humano, em um movimento de procura de caminhos que vão da “curiosidade ingênua” à epistemologia é o que faz do ato humano, algo de transformador, porque crítico.
O autor advoga o uso da “justa raiva”, na medida em que não podemos nos omitir diante das injustiças, além da responsabilidade que, nós, professores, temos de ter com a ética:
“Na verdade, falo da ética universal do ser humano da mesma forma como falo de sua vocação ontológica para o ser mais, como falo de sua natureza constituindo-se social e historicamente não como um a priori da História. (p. 18)
além de discorrer sobre a urgência da transgressão às atitudes moralizantes e
 

Other editions - View all

Bibliographic information