Parques infantis de São Paulo: lazer como expressão de cidadania

Front Cover
Annablume, 2002 - Leisure - 180 pages
0 Reviews
Dentre os fatores que ganharam enorme importância na sociedade contemporânea está a valorização do lazer. Antes considerado prerrogativa de classe, o lazer tornou-se um fenômeno cultural associado a civilização urbano-industrial, apresentando aspectos múl
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

APRESENTAÇÃO
11
INTRODUÇÃO
15
CAPÍTULO I A INTRODUÇÃO DO LAZER ORGANIZADO NA CIDADE DE SÃO PAULO
21
A sociedade urbanoindustrial e as demandas de lazer
25
A emergência do esporte e a democratização do lazer
31
a conquista do tempo livre
35
O urbanismo e a concepção de lazer como proposta de bem estar
39
O caso da cidade de São Paulo
48
O Departamento de Cultura e a hegemonia cultural
92
Os Parques Infantis na gestão Mário de Andrade 19351938
101
CAPÍTULO III ASCENSÃO E ESVAZIAMENTO DA PROPOSTA DOS PARQUES INFANTIS EM SÃO PAULO
123
O discurso nacionalista e disciplinar do Estado Novo
130
Os Parques e o engajamento na modernidade
140
Um diagnóstico das condições de lazer em São Paulo
144
A política de massas e a retomada do programa
149
Os modernos Parques Infantis do Convênio Escolar
155

CAPÍTULO II PARQUES INFANTIS UMAEXPERIÊNCIA DE LAZER ORGANIZADO EM SÃO PAULO
71
Do projeto modernizador ao projeto de higienização social
77
uma proposta de inclusão social
78
o projeto lúdicoassistencial azevediano
82
A praça e o caráter nacional
88
O esgotamento da proposta
161
CONSIDERAÇÕES FINAIS
169
BIBLIOGRAFIA
175
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information