Quando o ambiente é hostil: uma leitura urbanística da violência à luz de sobrados e mucambos e outros ensaios gilbertianos

Front Cover
UFPE, 2009 - Architecture - 164 pages
0 Reviews
O livro tem por objetivo mostrar como a casa-grande, um espaço essencialmente privado, centro da organização social do Brasil dos patriarcas, repercute no modo como construímos a cidade brasileira contemporânea. A autora trabalha com a hipótese de que o nascimento desprestigiado da rua - o espaço público por excelência - no Brasil colônia, e mesmo no Império, produziu um ambiente hostil com repercussões socioespaciais ainda pouco consideradas pela sociedade. Como consequência, a cidade não é apenas palco da violência urbana, mas parte dessa violência explícita numa arquitetura que exclui, que segrega, que aparta as pessoas por meio de muros, cercas, grades, etc., elementos próprios dos presídios, transpostos para as edificações que moramos e que frequentamos cotidianamente.

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Section 1
23
Section 2
31
Section 3
39
Copyright

6 other sections not shown

Common terms and phrases

Bibliographic information