Sabara 18: Romance Na Minas Colonial

Front Cover
Carlos Gentil Vieira, Feb 5, 2012 - Fiction - 270 pages
0 Reviews
A novel set in Colonial Minas Gerais, Brazil, 18th century. In Portuguese only. Everything happens in Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará, circa 1772. Gold exploitation is diminishing in what used to be the richest possession of the Portuguese Empire. A minor event, a Saint Joseph's statue was stolen from within a Catholic church, turns itself into a big mistery, along with a priest murder and some other strange occurrences.A chegada de uma francesa petulante e o desaparecimento de uma imagem de São José de Botas ameaçam a paz da Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará, na segunda metade do século XVIII. Como se não bastasse, ocorre o assassinato de um clérigo dentro da própria Igreja Matriz. Quem sai em campo para resolver estes e outros mistérios é dona Amélia, matrona especializada em quitandas e quitutes, moradora do arraial de Tapanhoacanga, com o fervoroso auxílio de suas companheiras de novena.O livro nos transporta ao passado da Minas setecentista, com senhores, sinhás, escravos, e principalmente escravas, como uma certa Minga, que dá o que falar. A partir do desaparecimento do São José de Botas, ficamos também sabendo da existência insuspeitável de uma esnoga secreta no Sabará, convivendo com as irmandades da Vila Real.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Contents

Section 1
7
Section 2
17
Section 3
25
Section 4
31
Section 5
45
Section 6
57
Section 7
69
Section 8
81
Section 13
137
Section 14
149
Section 15
159
Section 16
173
Section 17
183
Section 18
193
Section 19
203
Section 20
213

Section 9
95
Section 10
105
Section 11
117
Section 12
125
Section 21
223
Section 22
231
Section 23
239
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

About the author (2012)

Carlos Gentil Vieira nasceu em Belo Horizonte, e mora ha tantos anos no Rio de Janeiro que ja perdeu a conta. Apesar disso, sempre que pode, vagueia por Sao Paulo, cidade onde morou e com a qual mantem uma permanente intimidade. Gosta daquelas comidas tipicas mineiras: frango com quiabo e angu, que come religiosamente, feijao tropeiro e costelinha com canjiquinha, principalmente se preparados pela Claudia. Faz uma unica concessao ao javali do Nova Capela, na Lapa, Rio de Janeiro. E, de vez em quando, arrisca uma cachacinha de Salinas, que recomenda a todos como um habito muito saudavel. Outros livros do autor: "O Gerente Animador" (1984) e "Armazem Colombo" (2005).

Bibliographic information