Silva Porto e Livingstone: manuscripto de Silva Porto encontrado no seu espolio

Front Cover
Typ. da Academia Real das Sciencias, 1891 - Africa - 57 pages
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Common terms and phrases

Popular passages

Page 56 - Montezinho por ajudante engenheiro e como tal o honre, estime, deixe servir e exercitar o dito posto debaixo da...
Page 34 - Loi ouLui, segundo a commum pronunciação. Lui tem sido visitado pelos portuguezes, porém como a posição de Lui não está bem fixada, voltaram-se as minhas indagações para verificar se porventura era a mesma que a de Naliele. Perguntando ao cabo dos Mambari, chamado Porto, se tinha ouvido dizer que Naliele tivesse anteriormente sido visitada, respondeu negativamente, e declarou «que por tres vezes tentara elle ir alli do Bihé, porém que sempre lhe tolhéra o intento a tribu dos Ganguellas.
Page 31 - Livingstone) provavelmente em demasia ao nascente. Foi assim marcado quando eu pensava que o Matiamvo e Cazembe ficavam mais a leste do que tive ao depois motivo para julgar. Sendo todas estas indicações derivadas do testemunho dos indigenas, eu as dou com desconfiança, e como carecendo de ser verificadas por novos exploradores. Machico acossado por Pepe, e mais tarde seu tio Rimbúa, que habitava as lagoas do rio Nhengo, onde se tinha exilado, depois de Hebitane se assenhorear do paiz, foram...
Page 34 - O illustre viajante sendo menos exacto na exposição dos factos, taes, como se deram, permitta-me de os narrar como se passaram. No dia 1.° de fevereiro de 1853, cheguei na terra do Lui, margem direita do Riambeje, isto é, ao estabelecimento feito pelos meus empregados em 1850, sendo n'este mesmo mez que passei para a margem esquerda, e dei principio e fim ao novo estabelecimento, e ficando por consequencia depois da sua conclusão, esperando, que chegasse a licença do soba Hiquereto, para a...
Page 56 - ... ordeno tambem que em tudo lhe obedeção, cumprão e guardem suas ordens por escripto e de palavra no que pertencer ao meu real serviço como devem e são obrigados.
Page 35 - Suzerano, e em aitençSo, á qualidade de seu hospede com que era tratado, convidou-me para a jornada, que, gostosamente acceitei, em virtude da recente noticia da chegada de um homem branco com carros a Rinhande. Este homem era o illustre viajante. Partimos a 20 de junho, eu por terra, o soba Pepe pelo Riambeje, em companhia de quem enviei Jorge José...
Page 49 - Chegado ao rio Loembua, no proseguimento da marcha começada, refere o dr. Livingstone, que a presença de um homem branco infundio terror nas mulheres, e que, n'estes casos, pareciam muito contentes quando elle dr. Livingstone acabava de passar sem se ter apoderado d'ellas ; que o espreitavam das fendas das portas, até que elle se approximava, e entào se recolhiam fugindo para o interior da casa.
Page 34 - ... existe prova de que alguem da tribu de Santura tivesse visto um homem branco antes da minha chegada e de Mr. Oswell em 1851. Aquelles povos não tem, é certo, recordações escriptas; porém os acontecimentos notaveis são commemorados por nomes, como Parke observou ser costume nas terras por onde viajara. O anno da minha chegada foi honrado com o nome do anno em que chegou o homem branco. Depois da primeira visita de minha mulher muitas creanças tiveram o nome de Ma-Roberto (applicado á mãe...
Page 15 - Voltando-se para o oeste, exclamou: «Vejo uma cidade e uma naçao de homens negros, homens da agua : o seu gado é vermelho : a tua tribu está a acabar, e toda será destruida : tu has de governar os homens negros, e depois que os teus guerreiros tiverem captivado o gado vermelho, não consintas que os donos d'elle sejam mortos. São elles a tua futura tribu, elles hão de formar a tua cidade. Sejam poupados, para que te obriguem a edifical-a. E tu, Ramosini, sabe que a tua aldéa será totalmente...
Page 34 - Bihé, porém, nào acceitando eu, precedeu-me a Loanda, e, estava publicando o Diario da sua viagem, quando cheguei áquella cidade. Ben-Habibe contou-me que Porto tinha remettido cartas para Moçambique pelo arabe BenChombo, que eu conheci; e depois assegurou, em Portugal, que elle mesmo fora a Moçambique com as suas cartas.

Bibliographic information