Um rádio no porão

Front Cover
Boca Floja, Jan 1, 2005 - Radio journalists - 358 pages
0 Reviews
No crepúsculo de 22 anos de repressão, o rádio tateava uma linguagem mais solta, para tentar compensar o atraso. O jornalista aproveitou essa brecha e não economizou na sua aventura. Sem qualquer tipo de censura, abriu os microfones para que o povo pudesse falar. Em meio a grandes besteiras e muitos acertos, o povo falou. Falava errado, falava feio, mas começava a ecoar o imenso grito contido. 'Um rádio no porão' conta como o programa de rádio foi o primeiro a enfocar e estimular, sem rodeios, os debates em torno de temas polêmicos, antes rechaçados a pontapés pelas 'tradicionais famílias de bem'. Uma dessas histórias narra a surpresa e reação do dramaturgo Plínio Marcos ao ver uma breve representação radiofônica dos fragmentos de 'Navalha na carne', que ainda não havia sido totalmente liberada pela censura. Jânio Quadros também passou pelo programa e deixou sua marca registrada. Durante uma entrevista, irritado, o ex-presidente deu um soco na mesa e pediu para o âncora mudar o tom respeitoso com que estava sendo tratado. Jânio sugeriu que o acusassem de traidor, fujão, bêbado e covarde.

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Section 1
9
Section 2
29
Section 3
51
Copyright

14 other sections not shown

Common terms and phrases

Bibliographic information