Vargas, agosto de 54: a história contada pelas ondas do rádio

Front Cover
Editora Garamond, 2004 - Brazil - 237 pages
0 Reviews
As passagens de Getúlio Vargas pelo poder foram marcadas por um intenso uso político do rádio. Ao mesmo tempo em que dava grande estímulo ao veículo, também comandava a censura e perseguia jornalistas e intelectuais. A população soube da morte de Vargas no dia 24 de agosto de 1954, por meio do rádio. Os jornais matutinos ainda traziam informações do pedido de licença do presidente, e a televisão era um artigo caro. Por sua capacidade de informar com rapidez, o rádio teve papel decisivo na crise política que teve como desfecho o suicídio de Getúlio. 'Vargas, agosto de 54' aborda a cobertura radiofônica da crise político-militar que atingiu o Brasil na primeira metade da década de 1950. Seu objetivo é refletir sobre o papel social do rádio num período em que o veículo tinha a hegemonia entre os meios de comunicação, contribuindo assim para a história da cultura brasileira e para a própria história do país. O livro traz treze artigos de professores de radiojornalismo, história de diversas universidades e dois CDs que trazem material sonoro da época.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Prefácio
7
a rádio Globo e a crise
35
Morte de Getúlio política e rádio na Bahia
57
O rádio mineiro e a cobertura do suicídio de Getúlio Vargas
73
Vozes de Cuiabá cinquenta anos após a morte de Vargas
91
O rádio no momento de adeus ao mito Vargas
103
Getúlio Vargas e o rádio convergência de histórias
117
Vargas e o rádio como espetáculo
149
os Estados Unidos
165
democracia nacionalismo
179
Apêndices
227
Copyright

Other editions - View all

Common terms and phrases

Bibliographic information