Memórias dum hiperbóreo

Front Cover
7Letras, 2008 - 75 pages
0 Reviews
Hiperbóreo era como os gregos costumavam chamar um povo lendário que habitava uma área eternamente ensolarada, além do vento norte, onde não se podia chegar nem por terra nem por mar. A poesia de Oleg Almeida mostra o caminho para este lugar paradisíaco.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Quem sou eu?
9
Eu nasci muito longe daqui
13
Não é verdade
15
Cá no meu quarto
19
Houve seis cores
21
Quando eu tinha
25
A juventude acaba
27
A minha pátria
31
Havia um mês
43
Adeus
51
Triste demais
53
Escurece bem depressa
57
Perdoame a minha tez
61
Como mudaste meu mundo
67
Glossário
71
Copyright

No dia em que morreste
39

Common terms and phrases

Bibliographic information