Da Asia de Joćo de Barros e de Diogo de Couto, Volume 23

Front Cover
Na Regia officina typografica, 1788 - Discoveries in geography
0 Reviews
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Common terms and phrases

Popular passages

Page 452 - ... entra por entre as terras da Asia, e da America, pudźra sahir com o seu intento. E affirmou mais este Piloto, que os Hollandezes nao desistiram de seu intento até levarem esta empreza ao cabo, pelos grandes desejos que tinham de descubrir este caminho. E ja os Inglezes trataram de descubrir esta viagem pela via do Ponente por entre as Ilhas de Grotlandia, ea terra do Lavrador; mas que pelas mesmas difficuldades se tornaram do caminho, como o fez aquelle grande Piloto Gavoto ha mais de quarenta...
Page 448 - ... trezentas e sincoenta lancas de fogo, muita pregadura, muito ferro, muitos machados, fouces, e enxadas, e outros diversos generos de instrumentos, como aquelles que parece que vinham conquistar, e povoar. Confessaram que os annos passados de 98. e 99. partiram dos Estados de Hollanda quinze naos pera passarem a Sunda, e Maluco, de que nao davam razao nenhu-449 ma; e pera que se saiba dellas, daremos...
Page 50 - ... partes ; e logo chamou o Arcebifpo D. Fr. Aleixo de Menezes , e todos os Capitćes velhos a confelho , e lhes moftrou a carta , propondo-lhes que fe aquellas nįos hiam pera onde fe dizia , que poderiam fazer muito damno į...
Page 447 - Bungo; e como naquelle tempo nao era monfao de virem naos da China, nem das Filippinas, pareceo aos Padres da Companhia, que alli residem, que poderia ser alguma, que hia da nova Hespanha pera os Lusöes, que com algum temporal iria desgarrada. Mandaram recado a El Rey de Bungo, pera que Ihe mandasse acudir, por Ihe nao acontecer algum desastre; ao...
Page 451 - ... Biarmia en Finmarken waarlangs zijn schepen zouden kunnen trekken naar China, Japan en de Molukken en daarlangs de rijkdommen van al deze eilanden vervoeren, in de meening, dat daarlangs de weg dichterbij was en verder van onze armada; en dat hij de vam pera marear a nao; pelo que se deixaram ir a ventura dos ventos, até elles, e as aguas os levarem a Japao, come dissemos, aonde desembarcaram todos tao debilitados, que pareciam homens mortos. Aquelle Rey tanto que mandou despejar a nao, mandou-a...
Page 448 - Bungo, e mandou metter a nao no porto, e lancou mao dos Hollandezes, e fazenda, de que se fez inventario, e as que se Ihe acharam, sam as seguintes. Onze caixöes de pannos de la...
Page 453 - Ilha Japao com todos os seus Reynos até sobre a terra de Chincungu, onde affirmam haver aquellas ricas minas da prata. Disse mais este Piloto, que quando o Principe de Orange vira que por aquellas partes nao pudéra sahir com seu intento, que armara estes quinze navios, em cuja conserva elle viera, pera irem a Sunda, e Maluco carregar de drogas. Neste mesmo tempo, que esta nao chegou a Japao, sahiram daquella Ilha...
Page 241 - ... pouco favorecer ao dito Ēamorim, querendo entrar pelas terras dos outros Reys amigos do Estado. Tendo o Ēamorim guerra com os Arioles, e estando elles em amizade com o Estado, nao favorecerį, nem ajudarį alguma das partes, mas a todos tratarį como amigos, trabalhando pelos compor, sem se aggravar das dias guerras. Obrigou-se o Estado a nao tirar de Calecut as...
Page 361 - Mor de fe fa» zer Igreja em Calecut , e de fe aķTentar •» alli Feitoria , e de ter com elle o Eftado » o commercio que tem os mais Reys ami» gos ; e que inteiramente fe cumpririam » os capitulos das pazes , que D. Luiz da > Gama tinha feitos com elle , e que efta» vam confirmados pelo Conde Almeiran

Bibliographic information