Collecção de monumentos ineditos para a historia das conquistas dos Portuguezes, em Africa, Asia e America, Volume 4, Issue 1

Front Cover
Typ. da Academia real das sciencias, 1864 - Discoveries in geography
0 Reviews
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Common terms and phrases

Popular passages

Page 473 - STANFORD UNIVERSITY LIBRARIES STANFORD AUXILIARY LIBRARY STANFORD, CALIFORNIA 94305-6004 (650) 723-9201 salcirc@sulmail.stanford.edu Ali books are subject to recali.
Page 1 - ... politicas, e bellas lettras da academia real das sciencias de Lisboa e sob a direcçâo de Rodrigo José de Lima Felner socio effectivo da mesma academia.
Page 343 - Historia Das cousas que o muy esforçado capitão Dom Christouão da Gama fez nos Reynos do Preste /oão, com quatrocêtos Portugueses que consigo leuou.
Page 304 - Rey de toda aquelta gente christã d'além de Comorym, e que o fosse liurar da prisão, a elle e sua mãy, e os pusesse em seu reinado, pacifiqo e assentado todo seu Reyno ; e que elle, por o gasto e trabalho que n'isso o Gouernador faria, lhe queria dar hum conto de pardaos d'ouro ; e que seria tributario e vassalto pera sempre d'EIRey de Portugal, com lhe pagar de parcas cad'anno cinqoenta mil pardaos d'ouro.
Page 119 - Dom João por graça de Deos Rey de Portugal e dos Algarues daquem e dalem mar em Africa senhor de...
Page 11 - ... e homens de criação de casas reaes ; mas toda a outra mais gente era de quinhentos réis de soldo, e muy pobres e esfarrapados, e moços sem barba ; gente que pera nada nom prcstaua.
Page 304 - Tambem se disse que o Rey Grande do cabo de Comorym era morto, e ficára hum filho seu que auia de reinar, o qual prendera o Rey de Trauancor com sua mãy, e os tinha ambos metidos em prisão, e os nom queria soltar, senão que lhe déssem primeiro humas terras que erão comarcas a seu Reyno, com as quaes ficaua muy poderoso pera lhe fazer quanto mal quigesse.
Page 289 - ... estamago, e cambra que lh'encolhia os neruos das curuas, e nas palmas dos pés, com taes dores que de todo o enfermo ficava passado de morte, e os olhos quebrados, e as unhas das mãos e dos pés pretas e encolheitas. Á qual doença os nossos fisiquos nunca acharão cura; e durava o enfermo um só dia, e quando muyto huma noyte, de tal sorte que de cem doentes nom escapauão dez, e estes que escapauão erão alguns por lhe acodirem muy em breve com meizinhas de pouqua sustancia, que sabião...
Page 305 - ... fazendo juras ao regedor que nom fazendo o Gouernador o que elles querião lhe tornaria elle a entregar o dinheiro em sua mão. E *assy se disse* que tanto que este concerto fora feyto d'esta maneira o padre o escreuêra ao Gouernador, e ao bispo, que tudo communicou com o Gouernador, e n'isso se concertarão assy como era assentado...
Page 395 - Reyno tomado de mouros, e que os christãos de muy tongos terras o virião secorrer, c lhe tornarião seu Reyno, assentado em sua cadeira pacifiquamente ; e que o tempo d'esta profecia era acabado, e que prazeria a Deos que dom Christouão seu irmão isto assy acabaria, porque elles tinhão noua certa que o Preste era de todo destroido, e elle fogido e escondido em altas serras.

Bibliographic information