Historia geral de Portugal, e suas conquistas,: offerecida á rainha nossa senhora D. Maria I.

Front Cover
Typografia Rollandiana, 1800 - Portugal
0 Reviews
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Other editions - View all

Common terms and phrases

Popular passages

Page 101 - O que pude fazer por bem , nunca o fiz por mal. O que pude alcançar por paz, nunca o tomei com guerra. O que pude vencer com rogos , nunca o afugentei com ameaças. O que pude remediar em segredo , nunca o castiguei em publico. O que pude emendar com avisos , nunca castiguei com açoites.
Page 105 - Em negocio ter primeiro conta com o bem commum , e depois com o particular. Tirar alguns tributos , e buscar modo para que Lisboa seja abastada. As leis que fizer , mostrallas primeiro a homens de virtude , e letras , para que me apontem os inconvenientes , que tiverem.
Page 92 - Estado , vos engrandeceraõ as riquezas , e forças de vossos Reinos ; donde se seguirá metterem-vos em emprezas , de que ou sahireis com pouca honra , ou aventurareis vossos Estados , e vida sem conhecerdes o engano , senao quando lhe faltar o remedio.
Page 105 - Conquistar e povoar a índia, Brazil, Angola e Mina. Todo o que me fallar deshonestidades, castigarei rigorosamente. Quando houver de fazer alguma cousa, communical-a primeiro com Deus. Tirar ospeccados, mandando para isso homens feltrados, e que temam a Deus.
Page 96 - Ministros seculares i porqije hé muito differente a pretençao de huma Communidade , em cujo respeito o muito parece pouco , do particular de huma pessoa , aonde o pouco a satisfaz , e paga grandes serviços. Se por ventura aconselharem a VA , que convem reformar em seu Reino trajos, e costumes, pezos, e " •• memedidas , ou qualquer outra cousa u- Era vu'».
Page 91 - Reino grandes trabalhos , eo animo de vossos vassallos naõ seja para com VA o que sohia ser para com os Reis vossos antepassados. E como Deos dotou a VA de...
Page 101 - Nunca consenti á minha língua que dissesse mentira, nem pcrmittí a meus ouvidos que ouvissem lisonjas. « Refreei meu coração para que não desejasse com o seu pouco.
Page 94 - Fidalgos da vossa creaçaõ , e de ter com elles os honestos passatempos , que requerem os vossos poucos annos ; que isto fora violentar as condições da natureza : sõ vos lembro, que estes sirviao para as horas da conversação , jogos , caça , e passatempos.
Page 102 - Ett vulg. por tanto comem os bichos minhas carnes. Ouvi virtuoso , e vivi virtuoso com os virtuosos , por tanto descancará a minha alma com Deos.
Page 89 - Deos o fructo , e satisfaçaõ, que dezejava , vendo antes de minha morte a VA em idade de tomar o governo de seus Reinos , e ornado de entendimento , partes , e...

Bibliographic information