Coloquios dos simples e drogas da India, Volume 1

Front Cover
Imprensa Nacional, 1891 - Botany, Medical - 443 pages
0 Reviews
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Contents

Other editions - View all

Common terms and phrases

Popular passages

Page 112 - Bretschneider. — ON THE KNOWLEDGE POSSESSED BY THE ANCIENT CHINESE OF THE ARABS AND ARABIAN COLONIES, and other Western Countries mentioned in Chinese Books. By E.
Page 318 - ... do focinho, e sobre as ventas tinha hum corno, grosso e curto, e delgado na ponta; comia herva, palha, arroz cosido».
Page 233 - Olha em Ceilão, que o monte se alevanta Tanto, que as nuvens passa, ou a vista engana: Os naturaes o tem por cousa santa, Pela pedra onde está a pégada humana.
Page 293 - Á minha senhora deu datura a beber huma negra da casa; e tomoulhe as chaves, e as joyas que tinha ao pescoco, as que tinha na caixa, e fogio com outro negro; merce me fará em a ir socorrer.
Page 369 - Oceano una raya, ó linea derecha de polo a polo; convien a saber, del polo artico, al polo antartico, que es de Norte a Sul, la qual raya...
Page xxvii - Bem pudera eu compor este tratado em latim, como o tinha muytos annos antes composto, e fora a vossa senhoria mais aprasivel; pois o entendeis milhor que a materna linguoa, mas traladeo em portugues por ser mais geral, e porque sei que todos os que nestas indianas regiões habitam, sabendo a quem vai entitulado, folgaram de o leer.
Page 97 - E o que nisto se conta pera que foy inventado, he que os grandes capitães, antiguamente acustumavão embebedarse com vinho ou com amfiam, ou com este bangue, pera se esquecerem de seus trabalhos, e nam cuidarem, e poderem dormir; porque estas pessoas as vigilias as atormentavão (2). E o gram Soltão Badur dizia a Martim Affonso de Sousa, a quem elle muito grande bem queria e lhe descubria seus secretos, que quando de noite queria yr a Portugal e ao Brasil, e á Turquia, e á Arabia, e á Persia,...
Page 206 - E os de Ormuz, porque esta casca traziam a vender os da China, lhe chamaram darchini, que em persio quer dizer páo da China...
Page 105 - Não me ponhais medo com Dioscorides, nem Galeno; porque não ey de dizer senão a verdade eo que sey...
Page 86 - ... e darmeis licença vindo ao caso, pera falar nos Genosophistas que dixestes, e nos custumes desta terra; e agora veremos que cousa he anil, porque ó acho qua no meu abe. ORTA Anil nam he simple medecinal, senam mercadoria, e per isso nam ha que falar nelle. E por vos tirar de cuidados, sabei que o anil he chamado assi dos Arabios e Turcos e de todas as lingoas, e somente o Guzarate, que he onde se faz, o chama gali, e porém já agora o chama nil.

Bibliographic information